Comunicação de Progresso - Cielo S.A.

Participant
Published
  • 2012/08/10
Time period
  • August 2011  –  August 2012
Format
  • Stand alone document – Basic COP Template
Differentiation Level
  • This COP qualifies for the Global Compact Active level
Self-assessment
  • Includes a CEO statement of continued support for the UN Global Compact and its ten principles
  • Description of actions or relevant policies related to Human Rights
  • Description of actions or relevant policies related to Labour
  • Description of actions or relevant policies related to Environment
  • Description of actions or relevant policies related to Anti-Corruption
  • Includes a measurement of outcomes
 
  • Statement of continued support by the Chief Executive Officer
  • Statement of the company's chief executive (CEO or equivalent) expressing continued support for the Global Compact and renewing the company's ongoing commitment to the initiative and its principles.

  • Barueri, 10 de agosto de 2012.

    Às nossas partes interessadas:

    No ano de 2011, a Cielo S.A. tornou-se signatária do Pacto Global. A iniciativa contribuiu para reafirmar os valores e os aspectos primordiais de conduta da organização, além da conduta esperada do nosso público de interesse. A reflexão dos Dez Princípios do Pacto Global das Nações Unidas nas áreas de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anti-Corrupção, nos levou a compartilhar com nosso público interno e externo a adoção dos princípios.

    Com essa declaração, temos a satisfação de reafirmar o apoio ao Pacto Global e continuar com as iniciativas relacionadas aos Dez Princípios.

    Na presente comunicação anual sobre os progressos, descreveremos nossas ações para melhorar continuamente a integração do Pacto Global e seus princípios em nossa cultura empresarial, estratégia e operações diárias.

    Atenciosamente,

    Manoel Pinto de Souza Junior
    Vice-Presidente de Relações Institucionais
    Cielo S.A.

Human Rights
  • Assessment, policy and goals
  • Description of the relevance of human rights for the company (i.e. human rights risk-assessment). Description of policies, public commitments and company goals on Human Rights.

  • A Cielo apoia e respeita a proteção aos direitos humanos proclamados internacionalmente. A Companhia entende que o respeito aos direitos e liberdades do ser humano permeia a organização e que possui mecanismos para monitoramento de eventuais desrespeitos a estes direitos.

    A formalização do fato se deu por meio do nosso Código de Ética e do Código de Ética e Conduta de Fornecedores.

    A Cielo preza pela transparência, diálogo aberto e reconhecimento das melhores práticas. A empresa quer colaboradores inspirados, que façam a diferença e tenham coragem de expor suas ideias.

    É esperado também dos fornecedores, rigor no cumprimento da legislação brasileira vigente, tais como, não se limitando a:
    • Direitos Humanos e Constitucionais;
    • Legislação Tributária;
    • Legislação Trabalhista e Previdenciária;
    • Legislação Ambiental;
    • Pactos, acordos, convenções e tratados internacionais dos quais o Brasil é signatário.

    Reconhecemos que ainda podemos aprimorar o conhecimento de nossos colaboradores sobre este tema.

  • Implementation
  • Description of concrete actions to implement Human Rights policies, address Human Rights risks and respond to Human Rights violations.

  • Em 2004, houve a primeira publicação do Código de Ética, então chamado de Código de Conduta. Em 2009, todos os colaboradores foram convidados para participarem da revisão do Código e mais de 100 profissionais de diversas áreas das empresas participaram de discussões. Neste momento, buscou-se refletir a diversidade dos colaboradores (áreas de trabalho, idade, gênero, tempo de casa, região geográfica de atuação etc.) para que as discussões fossem ricas e, consequentemente, o Código refletisse as expectativas da grande maioria.

    Como resultado, em março de 2010 foi lançada a 2ª edição do Código de Ética onde constam além da missão e valores da empresa, os aspectos primordiais de conduta e a conduta esperada dos nossos steakholders. A questão dos direitos humanos permeia por todo o Código de Ética.

    Nesse mesmo momento, foi lançado também o Canal de Ética, um dos principais instrumentos da governança da Cielo. Por meio dele é feito um convite para todos os colaboradores para que defendam as práticas éticas da Cielo conforme descrito no Código de Ética reportando no canal todo e qualquer indício de quebra do Código. O colaborador pode relatar de maneira anônima ou não eventuais desvios ao Código de Ética da Cielo por meio do site ou por uma linha 0800. O canal é administrado por uma empresa independente, para garantia da confidencialidade. As informações recebidas são mantidas em absoluto sigilo e utilizadas por grupos especialmente designados para a apuração dos fatos. Estes grupos, formados de acordo com a natureza e origem do potencial desvio, elaboram relatórios, que são submetidos ao Comitê de Ética para deliberação. A gestão desse processo é feita pela área de Auditoria, a quem cabe receber as informações, distribuí-las adequadamente e monitorar a conclusão de cada apuração e deliberação. Regularmente, as informações registradas no Canal são apresentadas ao Comitê de Auditoria e ao Conselho de Administração.

    Com a efetividade do Código de Ética interno, em 2011, iniciou-se a preparação de um Código de Ética específico para os fornecedores e, em fevereiro de 2012, foi lançado o Código de Ética e Conduta de Fornecedores. Neste documento, estão contemplados os posicionamentos e determinações sobre temas importantes para a Companhia e para a sociedade, como trabalho infantil ou escravo, discriminação e diversidade, conformidade com legislação, declaração dos direitos humanos, compromissos voluntários como Pacto Global, entre outros, que reforçam não somente as questões de Direitos Humanos, mas como todos os dez princípios do Pacto Global. Da mesma forma, caso seja observado, por qualquer fornecedor, eventuais desvios ao Código, eles poderão ser reportados, se desejável, de forma anônima, no Canal de Ética.

    Com a implantação do Código de Ética, Canal de Ética e Código de Ética e Conduta de Fornecedores, a Cielo espera reduzir riscos e violação dos Direitos Humanos.

  • Measurement of outcomes
  • Description of how the company monitors and evaluates performance.

  • As questões de direitos humanos são monitoradas por meio do Canal de Ética que em 2011, recebeu onze (11) relatos de potenciais casos de discriminação ou práticas abusivas, são eles:

    1) DATA: 11/2/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Favorecimento em processos de recrutamento e seleção
    MEDIDAS TOMADAS: Apurada a situação reportada e julgado o relato improcedente

    2) DATA: 1/3/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Apurada a situação reportada e julgado o relato de assédio improcedente

    3) DATA: 23/3/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Solicitadas informações complementares ao denunciante sem resposta

    4) DATA: 1/4/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Orientação, coaching e treinamento do gestor envolvido

    5) DATA: 3/5/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Solicitadas informações complementares ao denunciante sem resposta

    6) DATA: 7/5/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Apurada a situação reportada e julgado o relato de assédio improcedente

    7) DATA: 1/9/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Orientação, coaching e treinamento do gestor envolvido

    8) DATA: 29/9/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Solicitadas informações complementares ao denunciante sem resposta

    9) DATA: 29/9/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Orientação, coaching e treinamento do gestor envolvido

    10) DATA: 30/9/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Solicitadas informações complementares ao denunciante sem resposta. Não houve caracterização da coerção mencionada

    11) DATA: 24/10/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Discriminação ou práticas abusivas (assedio moral ou sexual)
    MEDIDAS TOMADAS: Orientação, coaching e treinamento do gestor envolvido

    De todos os onze (11) relatos recebidos, sete (07) registros se mostraram improcedentes ou com falta de informações e quatro (04) tiveram ações corretivas executadas.

Labour
  • Assessment, policy and goals
  • Description of the relevance of labour rights for the company (i.e. labour rights-related risks and opportunities). Description of written policies, public commitments and company goals on labour rights.

  • A Cielo possui em Recursos Humanos uma área de Relações Trabalhistas com a missão de assegurar a observância dos direitos trabalhistas, desenvolvendo atividades de análise da legislação para atualização e implementação, levantando riscos, relacionando-se com sindicatos, elaborando normas, garantindo a aplicação das convenções coletivas e a liberdade de associação.

    A Estratégia de Remuneração é outro fator fundamental para que a Cielo possa vencer a disputa cada vez mais acirrada pelos talentos do mercado. Um dos fatores de diferenciação da gestão salarial praticada é a transparência com que esse tema é tratado. O único aspecto que se mantém confidencial é o valor do salário de cada colaborador.

    Para garantir a transparência, foi desenvolvida a Norma de Remuneração, disponível na intranet para todos os colaboradores, que viabiliza os objetivos da Estratégia de Remuneração ao definir todo o processo de governança em relação à gestão da remuneração na Cielo. Ela garante que as decisões sobre esse tema sejam consistentes, meritocráticas e imunes a favorecimentos pessoais ou não justificáveis. A Norma de Remuneração, também, define o plano de cargos e salários, um dos itens fundamentais para a competitividade do salário oferecido. Sempre que necessário, são realizadas reuniões para disseminar o entendimento pelos colaboradores dos objetivos e da governança da gestão salarial.

    A Estratégia de Benefícios da Cielo tem por objetivo contribuir para a capacidade da organização
    para atrair e reter os melhores profissionais. Todos os colaboradores, seus dependentes e os estagiários da organização são elegíveis ao conjunto de benefícios oferecidos pela organização. Em algumas situações o benefício poderá variar em função do nível hierárquico. A competitividade do conjunto de benefícios oferecidos é monitorada constantemente por meio de pesquisas de mercado. No seu conjunto, o pacote de benefícios oferecidos pela empresa é um fator relevante para a permanência do colaborador na Cielo, segundo o relato obtido na pesquisa anual de clima.

    Anualmente, a liderança da empresa elege entre os colaboradores abaixo do nível de gerência sênior aqueles que tiveram o melhor desempenho no ano anterior. Os colaboradores escolhidos são denominados como Key People. O prêmio pelo desempenho equivale a três (03) salários do colaborador.

    Além das ações voltadas para o público interno, a Cielo iniciou no ano de 2012 um projeto de gestão da terceirização com escopo de obter um diagnóstico do cenário atual dos prestadores de serviços alocados nas dependências da companhia e monitoramento das obrigações trabalhistas e previdenciárias desses prestadores. Temos como meta ampliar esse monitoramente para todos os contratos existentes na Cielo que envolvam prestação de serviço com mão de obra alocada, também há planejamento de contemplar questões de trabalho escravo, trabalho infantil e discriminação.

  • Implementation
  • Description of concrete actions taken by the company to implement labour policies, address labour risks and respond to labour violations.

  • Com a implantação do Código de Ética, Canal de Ética e Código de Ética e Conduta de Fornecedores, disponíveis para acesso ao público em www.cielo.com.br, a Cielo formaliza seu posicionamento em relação a:

    • Liberdade de Associação (princípio 3)
    A Cielo respeita o direito de seus funcionários de se associarem para a discussão e reivindicação coletiva de pleitos e de seus direitos e espera que seus fornecedores adotem as mesmas práticas com seus funcionários. A companhia adota a convenção coletiva, onde estão 99,59% dos colaboradores; para os estatutários, que representam 0,41%, considera-se seus contratos de trabalho.

    • Trabalho Escravo (princípio 4)
    A Cielo é contra o trabalho forçado e situações que potencialmente envolvam coerção, castigos sob qualquer pretexto, medidas disciplinares degradantes e punição pelo exercício de qualquer direito fundamental.
    A Cielo não compactua com tais práticas e caso sejam identificadas serão adequadamente denunciadas às autoridades competentes.

    • Trabalho Infantil (princípio 5)
    A Cielo é contra o trabalho infantil e não compactua com quaisquer situações que potencialmente envolvam os itens abaixo, encaminhando soluções, por iniciativa própria ou em parceria, quando estas se mostrarem possíveis.
    • Trabalho irregular de adolescentes menores de 16 anos.
    • Condições inadequadas ao trabalho e ao desenvolvimento de adolescentes de 16 a 18 anos.
    • Caracterização de qualquer forma de discriminação, violência ou atentado aos direitos fundamentais de crianças e adolescentes.

    • Assédio, discriminação e preconceito (princípio 6)
    A Cielo é contra qualquer tipo de discriminação - por sexo, cor, raça, etnia, deficiência, orientação sexual, religião, origem, estado civil, idade ou qualquer outra característica pessoal. A empresa estimula a valorização da diversidade com o objetivo de incluir todos os segmentos da sociedade brasileira.
    A empresa também é contra qualquer forma de intimidação ou assédio sexual, moral, religioso, político ou organizacional. Dessa forma, incentiva ambientes de trabalho que promovam a realização pessoal e ofereçam perspectivas de desenvolvimento humano e profissional.
    Outro fator que contribui para a diversidade está no Programa de Aprendizagem. Desde o lançamento em 2006, há preferência no processo para a seleção de mulheres e negros. Esta é uma ação intencional para dar oportunidades de trabalho e inclusão a segmentos da sociedade historicamente excluídos.

    Constantemente, os aspectos primordiais de condutas existente no Código de Ética são reforçados na organização e o descumprimento desses princípios são tratados por meio das denúncias realizadas em nosso Canal de Ética.

  • Measurement of outcomes
  • Description of how the company monitors and evaluates performance.

  • A Companhia adota um posicionamento de não discriminação e valorização da diversidade, conforme os dados de 2011, temos:

    % POR GENERO
    Feminino - 44%
    Masculino - 56%

    % POR RAÇA/COR
    Amarela - 4%
    Branca - 75%
    Indígena - 0,07%
    Parda - 19%
    Preta - 2%

    % POR FAIXA ETÁRIA
    < 30 – 21%
    > 50 - 4%
    30 a 50 - 74%

    JOVENS APRENDIZES
    Feminino - 89%
    Masculino – 11%

    A Cielo acompanha de perto as questões relacionadas ao princípio de trabalho por meio do Canal de Ética. Ao longo de 2011 o Canal de Ética não recebeu nenhum registro em relação aos princípios 3, 4 e 5. Em relação ao princípio 6, recebemos onze (11) registros que se referem a questões de assédio moral/ desrespeito. Sendo que sete (07) registros se mostraram improcedentes ou com falta de informações e quatro (04) tiveram ações corretivas executadas.

    Com relação ao processo de avaliação de desempenho dos funcionários de 2011, sessenta (60) pessoas foram consideradas Key People aumentado sua remuneração, dentre essas pessoas 48% são mulheres. Este resultado demonstra um processo de avaliação meritocrático com igualdade entre gêneros.

Environment
  • Assessment, policy and goals
  • Description of the relevance of environmental protection for the company (i.e. environmental risks and opportunities). Description of policies, public commitments and company goals on environmental protection.

  • Tendo em vista que a natureza das atividades da Cielo não proporciona impactos ambientais significativos, a Companhia não aderiu a nenhuma norma de conduta específica ou padrões internacionais relativos à proteção ambiental, porém se preocupa e age no aprimoramento da redução de impactos ambientais.

    A preocupação ambiental está descrita nos valores da Companhia:

    Sustentabilidade e Responsabilidade Corporativa
    “Contribuir com a inclusão de temas associados à Sustentabilidade nas práticas de gestão e nos processos da Cielo, assegurando o sucesso do negócio a longo prazo e colaborando para um meio ambiente saudável, para uma sociedade justa e para o desenvolvimento econômico e social do Brasil.”

    Além disso, a preocupação é reforçada no Código de Ética e Código de Ética e Conduta de Fornecedores, atingindo assim nossos stakeholders:

    • Cumprir a legislação ambiental aplicável a seus produtos, serviços e processos;
    • Fornecer produtos e serviços com reduzidos impactos ambientais;
    • Identificar os principais impactos ambientais e estabelecer planos de ação e metas de redução desses impactos.

    Dentre esses impactos estão, mas não se limitam a:

    • Emissão de gases de efeito estufa;
    • Incorporação de metais pesados em produtos;
    •Incorporação de materiais em seus produtos ou consumo de materiais na prestação de serviços;
    • Descarte de produtos;
    • Uso de materiais de origem florestal;
    • Consumo de energia, água, papel, etc.

  • Implementation
  • Description of concrete actions to implement environmental policies, address environmental risks and respond to environmental incidents.

  • A Cielo atua também na preservação do meio ambiente e entre os principais impactos ambientais das operações da Companhia estão:

    Emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE)

    Em 2011 a Cielo realizou seu primeiro inventário Gases de Efeito Estufa (GEE).
    Em 2012 foi realizado o segundo inventário e desta vez publicado por meio dos seguintes programas:
    • Programa Brasileiro GHG Protocol - metodologia internacional adaptada pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Escola de Administração (GVces) de Empresas da Fundação Getulio Vargas. O objetivo é estimular a cultura corporativa para a elaboração e publicação de inventários de emissões de GEE.
    • ICO2 – Índice de Carbono Eficiente - iniciativa conjunta do BM&FBOVESPA e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que tem como objetivo incentivar as empresas de ações mais negociadas na Bovespa a medirem suas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE).
    • CDP – Carbon Disclosure Project - questionário formulado por investidores e endereçado às empresas listadas nas principais bolsas de valores do mundo, visando obter e divulgar informações sobre as políticas de mudanças climáticas adotadas pelo setor.

    Ações e metas de redução serão planejadas com base nos resultados do inventário de 2012.

    Consumo de recursos

    A Cielo também se preocupa com o consumo de seus recursos:

    Consumo de Água

    Ao longo do ano diversas ações foram tomadas com o objetivo de reduzir o consumo de água nas instalações da sede da Cielo em Barueri (SP), entre as quais destacam-se:
    • Conscientização dos colaboradores reforçando a necessidade de evitar o desperdício;
    • Controle e redução na vazão da água nas torneiras dos banheiros;
    • Uso de válvulas de duplo fluxo nas bacias sanitárias.

    Energia Elétrica

    Além das orientações aos colaboradores, algumas ações são realizadas na Matriz visando o consumo consciente desde 2009:

    • Instalação de Persianas para evitar problemas de insolação interna e reduzir o volume do condicionamento de ar interno;
    • Sensores de presença em todos os banheiros;
    • Rearranjo elétrico para criação de blocos de iluminação nos andares e plano de desligamento destes blocos, após as 20hs, quando detectado ausência de funcionários trabalhando;
    • Instalação de sensores nos estacionamentos e em outras áreas de acesso;
    • Instalação de Controlador de Demanda, que monitora a demanda contratada e desliga os equipamentos de ar-condicionado quando se atinge o pico da demanda contratada, evitando-se multas pela concessionária.

    Observação: As filiais obedecem as regras dos condomínios onde as salas comerciais estão alocadas.

    Material de Escritório e Coleta Seletiva

    Todo material de escritório utilizado na sede da Cielo é coletado regularmente por uma cooperativa, devidamente autorizada, de ex-catadores de lixo de Barueri. A cooperativa conta com famílias associadas e ex-catadores do antigo lixão da cidade que havia no local.
    Para o processo de descarte de lâmpadas, a Cielo trabalha com uma empresa especializada no assunto que faz a coleta das lâmpadas contendo mercúrio, e envia para a descontaminação em local devidamente licenciado.

    Para o descarte de resíduos orgânicos, a Companhia também conta com uma empresa licenciada, que faz a coleta, transporte e envia para a disposição final os resíduos orgânicos em aterro sanitário.

    Para reforçar as ações realizadas e estimular conhecimento, no primeiro semestre de 2012, foi realizada intensificação de comunicação voltada para os colaboradores sobre Coleta Seletiva por meio de Palestras, Vídeos e Comunicados pontuais.

    Papel

    Todo papel de impressão utilizado nos escritórios da Cielo é certificado FSC - Forest Stewardship Council o que garante que a origem da madeira é correta, proveniente de florestas plantadas e sustentáveis. As impressoras na Cielo estão programadas para impressão frente e verso (padrão) bem como com mecanismo de impressão sob senha o que garante confidencialidade e que papéis impressos não sejam esquecidos nas impressoras.

    Descarte de Equipamentos

    Ao longo de 2011 foram descartados 59.950 kg de equipamentos eletrônicos utilizando-se o método de descaracterização e coprocessamento em fornos de cimento. Todo o processo seguiu as legislações ambientais e sob licenciamento.

    *Co-processamento é um processo indicado para o tratamento de resíduos industriais, líquidos, sólidos e pastosos. Esse processo é utilizado em fornos de clinquerização das indústrias cimenteiras, onde em altas temperaturas, os resíduos são destruídos ao mesmo tempo em que são utilizados como energia alternativa para os fornos, em substituição aos combustíveis fósseis ou matéria prima.

  • Measurement of outcomes
  • Description of how the company monitors and evaluates environmental performance.

  • Na Cielo ainda não existe um processo formal para controle do desempenho ambiental. O acompanhamento mensal é realizado pelas áreas Administrativas e Sustentabilidade e Responsabilidade Corporativa.

    A Companhia não possui nenhum incidente ou acidente ambiental ocorrido desde o início de suas atividades.

Anti-Corruption
  • Assessment, policy and goals
  • Description of the relevance of anti-corruption for the company (i.e. anti-corruption risk-assessment). Description of policies, public commitments and company goals on anti-corruption.

  • A empresa possui um processo formal para classificação e avaliação de risco, porém não há um direcionamento específico para riscos de corrupção / suborno.

    Desta forma, não temos como dimensionar o percentual e número total de unidades de negócios submetidas a avaliações de riscos relacionados a corrupção.

    Por outro lado, nos planos anuais de trabalhos da área de Auditoria são considerados os processos, inclusive com exposição a fraudes e corrupção, das áreas de Compras, Vendas, Alterações de Taxas de Clientes, Investimentos da Área de Responsabilidade Social e Patrocínios, como de alto risco.

    Com relação à Lavagem de Dinheiro, a Cielo não compactua com tais práticas e estabeleceu um processo formal de Prevenção à Lavagem de Dinheiro envolvendo a comunição dos eventos suspeitos ao COAF (Conselho de Controle de Atividades Financeiras). Esta comunicação ocorre quadrimestralmente.

    Entende-se por lavagem de dinheiro práticas econômico-financeiras que têm por finalidade dissimular a origem ilícita de determinados ativos, de forma que os mesmos aparentem ter origem lícita. A Cielo não compactua com tais práticas e caso sejam identificadas serão adequadamente denunciadas às autoridades competentes.

    Além disso, possuímos canais de comunicação disponíveis para o público em geral: Canal de Ética, já mencionado anteriormente e Ouvidoria de Fornecedores. Esses meios de comunicação, possibilitam registrar de forma confidencial e anônima, ocorrências que envolvam situações de corrupção.

  • Implementation
  • Description of concrete actions to implement anti-corruption policies, address anti-corruption risks and respond to incidents.

  • Implantação do Código de Ética, Canal de Ética e Código de Ética e Conduta de Fornecedores e além disso, ao longo de 2011, 92% de colaboradores realizaram um treinamento e-learning sobre Prevenção à Lavagem de Dinheiro, com aprovação de 98%. Esse curso, aplicável também a todos os novos funcionários, teve o objetivo de apresentar os conceitos sobre o tema, além do atendimento à regulamentação que deve ser cumprida pela Cielo, por determinação do COAF, por meio da lei 9.613, que regula e disciplina o mercado financeiro sobre as práticas de monitoramento das suspeitas de lavagem de dinheiro.

  • Measurement of outcomes
  • Description of how the company monitors and evaluates anti-corruption performance.

  • Pelo Canal de Ética recebemos quatro (04) registros, que poderiam envolver questões de corrupção, que foram tratadas, conforme segue:

    1) DATA: 11/02/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Favorecimento em processos de recrutamento e seleção
    MEDIDAS TOMADAS: Apurada a situação reportada e julgado o relato de favorecimento improcedente.

    2) DATA: 01/09/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Favorecimento de Fornecedores
    MEDIDAS TOMADAS: Apurada a situação reportada e julgado o relato improcedente.

    3) DATA: 17/10/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Violação de leis
    MEDIDAS TOMADAS: Assunto direcionado aos gestores do colaborador envolvido, os quais entenderam não haver riscos de divulgação de informações confidenciais.

    4) DATA: 23/11/2011
    TIPO DE OCORRÊNCIA: Pagamentos ou recebimentos impróprios
    MEDIDAS TOMADAS: Cliente notificado formalmente sobre a necessidade de cumprir contrato de afiliação.

    Esses registros se mostraram improcedentes.