Home / Participants & Stakeholders / Participant Search

Case Story Details

Back

Organization Name

Banco Bradesco S.A.

Case Story Title

Codigo de Ética

Case Story Date

2007/11/13

Issues Addressed

  • Principle 1 - Businesses should support and respect the protection of internationally proclaimed human rights
  • Principle 2 - Make sure that they are not complicit in human rights abuses

Case Story Category

Partnership Project

Countries of Impact

Brazil

Case Description

O sucesso de um banco depende, além de sua solidez e competência na gestão dos recursos, da confiança que consegue despertar nos clientes, no mercado e na sociedade. Quaisquer que sejam as práticas escolhidas para construir credibilidade pública, elas devem ter, em comum, uma elevada preocupação ética, sendo capazes de gerar a percepção de que a organização adota as condutas mais adequadas, íntegras e transparentes.
Foi com base nesse princípio e no Regulamento Interno da Organização Bradesco que, nos anos 1970, o Banco Bradesco desenvolveu a sua Declaração de Princípios, uma espécie de primeira carta de valores éticos da organização. Inovador para a época, o documento sintetizava em alguns pontos o que a empresa considerava normas de boa conduta profissional. Ao ser contratado, o funcionário obrigava-se, por meio dele, a redigir uma carta assumindo a responsabilidade de respeitar os valores da empresa. Periodicamente, esse compromisso era validado e renovado.
A sociedade e o mercado se tornaram mais exigentes em relação aos compromissos éticos das empresas. Mas os princípios da Declaração de Princípios nunca deixaram de estar presentes na vida cotidiana do Bradesco. E, em sua essência, deram origem ao atual Código de Ética Corporativo, aprovado em 2003 pelo Conselho de Administração, como posicionamento da organização frente a um contexto no qual se tornaram mais complexas as demandas por práticas elevadas de governança corporativa, as relações com as partes interessadas e as normas e regulações nacionais e internacionais para a atuação dos bancos.
Ao estabelecer parâmetros claros de relacionamento com clientes, investidores, acionistas, concorrentes, órgãos governamentais e reguladores, sociedade e comunidade, o Código de Ética reforça a cultura interna de transparência, fortalece os vínculos com os públicos de interesse e confere, sobretudo, força institucional a compromissos antigos do banco como o respeito à dignidade das pessoas, à privacidade dos clientes, ao cumprimento de leis, normas e regulamentos e à preservação do patrimônio e da relação de confiança com a sociedade. Tão importante quanto isso, serve como ferramenta de orientação de condutas para os 79,3 mil colaboradores e como eixo central de políticas de sustentabilidade em torno do qual são construídas estratégias inovadoras.
Prova da relevância do Código de Ética Corporativo, é que, a partir de sua elaboração e disseminação, como reforço à sua assimilação em cada um dos departamentos mais estratégicos da organização, o Bradesco criou também um código de ética setorial para as áreas de Administração Contábil e Financeira, visando alinhavar padrões de conduta para os casos de conflito de interesses e de divulgação de informações sujeitas a leis, regras e regulamentos.

File

Authors

Lincoln Cesario
Bradesco
4823.lincoln@bradesco.com.br


Carla Leonelli
4823.carla@bradesco.com.br
4823.carla@bradesco.com.br

Contact Person

None

Note: Responsibility for the content of Case Stories and any other public communication related to the Global Compact principles and their implementation lies with participants themselves and not with the UN Global Compact Office.